quinta-feira, 2 de maio de 2013

Povo porco


Então, noite destas levei filhote para brincar na praça (José Ória) que fica ao lado de casa.
Subimos, descemos e estávamos nos divertindo, eu sempre preocupada com a segurança dele, quando mais que de repente quem cai estatelada sou eu!
Ao descer uma rampa não percebi que o “povo porco” havia deixado um pedaço de acrílico no final da rampa e como a iluminação do local não é das melhores, o escorregão foi inevitável.
Bati as costas, ralei a mão, e o pior foi o pé que esta com um machucado fundo me impedido de calçar determinados tipos de calçados.
Sei que acidentes infelizmente acontecem e só agradeço que tenha acontecido comigo e não com meu filho. Graças a Deus para meu filho sobrou apenas a preocupação de me ajudar e de beijar meu pé para que curasse mais rapidamente.
Fico pensando quando é que as pessoas serão menos porcas e vão parar de emporcalhar a cidade onde vivem. Ninguém pensa nas consequências, e se eu tivesse quebrado algum membro com a queda que levei? Quem iria se responsabilizar?
Pessoas, cidadãos, sejam civilizados, joguem lixo no lixo caso contrário a próxima vítima poderá ser você!



Nenhum comentário: