sábado, 10 de janeiro de 2009

Muitos Micos


Minha amiga virtual Yara, tá lá no blog contando uns micos de viagem, eu então, que já pago mico por viver, resolvi lembrar de alguns para animar a vida daqueles que passam por aqui...Lembrem-se: Os itens abaixo são verídicos, do tipo bem verdadeiros, e podem causar riso solto.



Indo para a terra dos hermanos (Buenos Aires), paguei mico logo de saída:Já no avião muito bem acomodada, tinha dormido uma hora, resolvi ir até a cápsula (é porque daquele tamanho não pode ser banheiro), aí avistei em cima da micro-pia, um copo de plástico vazio e um líquido verde num frasco.

Pensei: Olha que legal! tem Listerine para não deixar o povo bafudo!

Abri o frasco e borrifei da goela, senti um cheio estranho e um gosto adocicado... Não minha gente, não era Listerine ou coisa que o valha, virei para ler o rótulo (e olha que costumo ler sempre), e lí em letras garrafais: EUA de Toilet! Ou seja, perfume! - Só para constar não uso perfume nem para a finalidade devida quisá como enxágue bucal! E o tal copo? Algum indivíduo muito fiadamae usou e largou lá para pegar distraídos como eu.



A primeira vez que pisei em solo americano fui para a Disney, aí dois anos depois tive a chance de conhecer N.York, eu ainda estava estasiada com o Mickey tão presente em meu cérebro imaginem pensar em pisar naquela terra, muita emoção para uma pessoa de coração mole como eu...Quando estive na Disney consegui visto americano, e já possuia o famigerado passaporte.

Todos os preparativos e no dia do embarque para N.Y. lá estávamos eu e o japa na fila para o embarque ainda em solo brasileiro, quando a mocinha do balcão me olha com cara de "não tô entendendo", "coitadinha da burrinha" e começa a fazer um milhão de perguntas do tipo:

A senhora possui outro passaporte?

A senhora tem alguma outra autorização?

A senhora possui mais de um passaporte?

Hein?Eu muito da grossa olho para a "mocinha" com vontade de engolí-la e prestes a dizer a frase - vou perder o vôo por sua causa,cretina, ande logo com isto - faço apenas cara que não estou entendendo nada...

Aí a doce moça me olha e saca a queima roupa:

"Senhora o seu visto esta em dia, mas seu passaporte esta vencido há um mês!"

Lembro-me do escurecimento das vistas, e que de repente a vida começou a passar em câmera lenta...

Passaporte vence em data distinta do visto, sua ANTA!Juro, quis abrir um buraco e me arremessar.Não estava crendo tamanha cretinice!

Ainda tentei pedir pelo céus, ir à Polícia Federal, ligar para o bispo, mas nada que nada!

Ficamos ainda na fila porque afinal de contas, eu sou retardada mas meu marido japa não, então decidimos que ele iria na frente!

Mais ou menos uma hora depois da notícia que iria mudar meu humor até o final dos dias, ouço uma mocinha da companhia aéra avisar:Vôos para N.Y. cancelados devido forte nevasca, ninguém neste país poderá voar até amanhã!Juro!

Foi a melhor notícia que alguém com passaporte vencido poderia ouvir.Só dava eu na fila pulando de alegria e a multidão sem entender absolutamente nadica de nada.Cara, outra desta não desejo passar mais, foram emoções de 0 a 100 em menos de um milésimo de segundo.

Num instante eu era o ser mais infeliz do planeta no outro a sortuda da vez!



É amigos, isto é apenas uma pequena prova do que este ser aqui é capaz de cometer.

De qualquer maneira ficam as dicas:

- Leiam rótulos antes de se aventurarem a tomar "veneno" sem saber;

- Consultem seus documentos que tenham data para expirar.



Claro que ainda tenho mais causos pra contar, isto foi apenas "petisco".E segue o barco!

4 comentários:

Laura disse...

hahahah
beber perfume foi a melhor!!!!
Mas é aquela velha historia, quem num paga mico num tem historia boa pra contar!!!!

Diane Lorde disse...

Mico? Tô pagando é King Kong mesmo!rsrs

yaralucas disse...

e como vc conseguiu se sair da história do passaporte? tirou outro? foi a NY?

Diane Lorde disse...

A história do passaporte acabou sendo resolvida de maneira "natural":
Fui à Polícia Federal na 2ªfeira, logo cedinho, mostrei que não havia embarcado por motivos de burrice aguda, e a "mocinha" ainda me consolou dizendo que situações assim eram muito comuns, que se eu pudesse aguardar umas 5 horas, naquele mesmo dia pegaria o bendito passaporte, e foi exatamente o que fiz!
Fiquei lá o dia inteiro e na noite de 3ªfeira já estava embarcando.